AZEVINHO

AZEVINHO
Ilex aquifolium
Nome científico
Ilex aquifolium L.
Família
Aquifoliaceae.
Outros nomes populares
azevim, azevinho-espinhoso, espinha-sempre-verde, zebro, pica-folha, pica-rato, visqueiro, aquifólio, teio, vidreiro (Portugual), acedo, congonha (Argentina), stechpalme, stechhülse (alemão), acebo, arbre de visc, arbre de mal fruit, grèvol, coscoll de vesc (catalão); agrifoglio (italiano).
Constituintes químicos
saponinas, compostos fenólicos, terpenóides, steróides, alcalóides, antocianinas.
Propriedades medicinais
folhas: adstringentes, tônicas, amargas, suoríficas, febrífugas, antiatríticas. Fruto: purgativo.
Indicações
distúrbios hepáticos, dispepsia, histeria, febre, cólicas, enfermidades do estômago e intestinos, reumatismo. Nota: dizem que seu efeito analgésico para dores de estomágo e intestinos é superior ao da morfina, beladona e cocaína.
Parte utilizada
folhas, rizoma, casca, fruto.
Contra-indicações/cuidados
a ingestão de bagas pode causar náusea, vômitos, dor abdominal e diarréia, estupor, sonolência. Há casos letais em literatura mais velha, porém nenhuma em literatura recente. Os primeiros sintomas de intoxicação são gastrointestinais, tais como: vômitos, diarréia, cólicas abdominais. Há literatura que afirma que de 20 a 30 frutinhas podem ser mortais para um adulto. As folhas também são venenosas.
Modo de usar
– Infusão de um punhado de rizoma de azevinho em um litro de água: ferver, por dois minutos. Deixar em repouso por dez minutos, antes de filtrar. tomar à vontade: aperitivo, diurético. – Infusão de 30 g de folhas em 1 litro de água: sudorífico, febrífugo. – infusão de 20 g de folhas em um litro de água. Tomar 4 a 5 xícaras por dia. Febres intermitentes nas gripe, enfermidades infecciosas (sarampo, escarlatina, etc.), no reumatismo. – Decocção de 30 g de casca de azevinho em um litro de água. Beber aos pouquinho durante o dia: febre. – Decocção de 30 g de casca de azevinho em 250 ml de água: Beber em três ou quatro vezes durante o dia: fígado, histeria, diurético, sedativo, hipotensor, asma e epilepsia. – Pó de 2 a 5 g de bagas: purgativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *